11.12.12

Sobre Contos Completos, de Lydia Davis





«As histórias nunca são interessantes, porque nada acontece, e é por nada acontecer que são importantes.» [Bruno Vieira Amaral]


Na revista Ler de Dezembro, Bruno Vieira Amaral escreve sobre Contos Completos, de Lydia Davis: «Desta forma, Davis investiga os paradoxos do quotidiano, evade-se da sequência cronológica em que vivemos para a sequência aleatória, mas constante, do pensamento e, mais do que do pensamento, daquele ruído branco que nos preenche a cabeça quando não estamos a pensar, por exemplo, a maçaneta para a qual estou a olhar neste momento e que talvez precisasse de ser limpa, embora eu não tenha os produtos de limpeza adequados para a realização da tarefa e a ideia de limpar a maçaneta com uma toalhita me incomode (esta última frase é uma paródia ao estilo de Davis que pode prosseguir durante páginas e páginas neste registo átono e narcótico), e revira as coisas e as pessoas até estas adquirirem qualidades que lhe são alheias.»

Sem comentários:

Publicar um comentário