27.4.20

Sobre O Planeta do Sr. Sammler, de Saul Bellow




Artur Sammler é um sobrevivente do Holocausto. Atormentado pelas memórias da sua quase morte, passa agora os dias em Nova Iorque. Um intelectual que outrora estudara as grandes obras da literatura e filosofia ocidentais, lecciona agora ocasionalmente na Universidade de Columbia. Um «escrivão da loucura» que relata a degradação da vida citadina, debruçando-se também sobre os sofrimentos da alma humana. Enquanto o mundo está ocupado com a primeira aterragem na Lua e visões utópicas rivalizam com um eminente apocalipse da terra, Sammler encontra-se intrigado com as possibilidades que o futuro reserva aos que, como ele, são mortais. Na sua essência, o romance é bellowiano: moral, urbano, intrinsecamente humano.


O Planeta do Sr. Sammler (tradução de José Miguel Silva) e outras obras de Saul Bellow estão disponíveis em https://relogiodagua.pt/autor/saul-bellow/

Sem comentários:

Publicar um comentário