3.10.14

A chegar às livrarias: O Mercador de Veneza, de William Shakespeare







«Outra questão que tem sido frequentemente levantada pela crítica é a de saber se Shakespeare, ao escrever O Mercador de Veneza, tencionava produzir uma comédia ou uma tragédia. Historicamente, a peça tem sido sempre incluída no grupo das comédias, mas há quem tenha entendido que isso não está de acordo com o conteúdo da obra.
Uma das primeiras chamadas de atenção para esta questão foi feita por Nicholas Rowe (1674-1718), o organizador da primeira edição moderna das peças de Shakespeare, que nos dá a sua opinião nestes termos: “… embora tenhamos visto essa peça recebida e representada como uma comédia e o papel do judeu desempenhado por um excelente actor, mesmo assim não posso deixar de pensar que foi concebida pelo autor como tragédia. Há nela um espírito de vingança tão diabólico, um propósito de crueldade e maldade tão selvagem, que não combina com o estilo e as personagens de comédia”.» [Da Introdução]

Sem comentários:

Publicar um comentário