9.7.13

Oliver Sacks (09-07-1933)





«A linguagem, essa invenção tão humana, permite o que, em princípio, não devia ser possível. Permite que todos nós, mesmo os cegos congénitos, vejamos pelos olhos de outra pessoa.» [Oliver Sacks, O Olhar da Mente]

 


De Oliver Sacks, a Relógio D’Água publicou O Homem Que Confundiu a Mulher com Um Chapéu, Despertares, Um Antropólogo em Marte, Perna para Que Te Quero, A Ilha sem Cor, O Tio Tungsténio, Musicofilia, Vejo Uma Voz, O Olhar da Mente, Diário de Oaxaca e Alucinações.

Sem comentários:

Publicar um comentário