23.1.20

Sobre No Inverno, de Karl Ove Knausgård




«Se tivermos crianças em casa, a primeira neve é ansiosamente esperada. Mesmo aqui, tão ao sul da Escandinávia, onde na maioria dos invernos há pouca ou nenhuma neve, a expectativa pela queda da neve é grande. As crianças relacionam o inverno, e especialmente o Natal, com a neve, apesar de terem tido apenas a experiência de um único inverno com neve a sério. Que a imagem do inverno, de filmes e livros, se sobreponha à realidade dos dias ventosos e de chuva, e seja mais autêntica do que estes, diz muito do mundo das crianças, que tão facilmente se abre para uma coisa diferente do que existe e que é tão cheio de esperança.
Durante a tarde de ontem, a chuva passou a neve. Grandes e húmidos flocos caíam do céu cinzento e enchiam o ar numa cascata de movimento de que as crianças imediatamente se deram conta. Está a nevar!, disseram, e correram para a janela. A neve não ficava, derretia mal tocava no chão. Saíram para o jardim e ficaram paradas a olhar para cima para o impenetrável cinzento de onde caíam os flocos brancos, mas nada podiam fazer, e foram para dentro outra vez.»


Esta e outras obras de Karl Ove Knausgård estão disponíveis em https://relogiodagua.pt/autor/karl-ove-knausgard/

Sem comentários:

Publicar um comentário