2.3.15

Sobre Persusão, de Jane Austen




«Esta é uma nova Persuasão. O leitor ficará absolutamente persuadido (passe o trocadilho) pela tradução de Rogério Casanova, que empresta o conhecido brilhantismo à versão do grande clássico de Jane Austen. (…)

Persuasão integra e conclui a fase final, a mais maturamente consumada, da ficção de Jane Austen. Esta zona da sua obra atingiu um fulgor sóbrio, plenamente adulto. Juntamente com Emma e Mansfield Park, o derradeiro romance da autora encerra uma produção assombrosa que, em escassas décadas, foi capaz de se tornar um ramo notável na árvore genealógica do romance.» [Hugo Pinto Santos, Público, ípsilon, 27-2-2015]

De Jane Austen, a Relógio D’Água tem também publicados Orgulho e Preconceito e Lady Susan.

Sem comentários:

Publicar um comentário