8.2.19

Sobre Não Posos nem Quero, de Lydia Davis




Não Posso nem Quero é a oitava recolha de contos de Lydia Davis, que podem ter apenas duas linhas como em «Bloomington, ou percorrer várias páginas como em «A Carta à Fundação». Mas todos eles dão uma sensação de descoberta do que é estranho ou inesperado.

«A obra de Lydia Davis é única na literatura americana. É uma combinação de lucidez, brevidade aforística, originalidade formal, astuta comédia, frieza metafísica, pressão filosófica e profundo conhecimento humano.» [James Wood, The New Yorker]


«Poderosa como Kafka, subtil como Flaubert e, ao seu modo, definidora de uma era como Proust… Um conto de duas linhas de Lydia Davis, ou um parágrafo aparentemente insignificante, invade-nos e persegue-nos…» [Ali Smith, The Guardian]

Sem comentários:

Publicar um comentário