12.11.13

A chegar às livrarias





Numa respeitável pensão familiar na Côte d’Azur, no início do século XX, ocorre um escândalo. Madame Henriette, esposa de um dos hóspedes, foge com um jovem que ali passara apenas um dia.
Todos se unem na condenação da imoralidade de Madame Henriette. Só o narrador, com a ajuda de uma idosa dama inglesa, procura compreender o que se passou. Será ela a explicar-lhe, numa longa conversa, as apaixonadas recordações que este episódio lhe suscitou.





Um romancista vienense em voga toma conhecimento, ao ler o seu correio, de que uma mulher o ama secretamente, com um amor absoluto e que dura há vários anos.
Intrigado, o escritor apercebe-se de que essa paixão surgiu numa rapariga de apenas 13 anos, quando ele próprio tinha 25, e que continua na mulher já adulta.
É uma paixão que vive do mistério e tem aspetos obsessivos e perversos, e uma tendência para a autodestruição.

Sem comentários:

Publicar um comentário