30.1.20

Sobre Mulherzinhas, de Louisa May Alcott




«Alcott concluiu o manuscrito de Mulherzinhas em poucos meses, sentada na secretária que o pai tinha construído para ela em Orchand. Quando o entregou a Thomas Niles, este achou-o “aborrecido”. “Também acho”, concordou a escritora no seu diário. Depois de o entregarem a algumas raparigas, a sua opinião mudou — acharam-no “esplêndido”. “Uma vez que foi escrito para elas, elas são as melhores críticas, por isso devo estar satisfeita”, admitiu. O sucesso com que o romance foi recebido confirmou a qualidade da obra que Alcott nunca tencionou escrever.» [Rita Cipriano, Observador, 29/1/2020. Texto completo em https://observador.pt/2020/01/29/mulherzinhas-o-sucesso-literario-de-louisa-may-alcott-foi-o-que-a-autora-menos-gostou-de-escrever/ ]

Mulherzinhas (trad. Marta Mendonça) está disponível em https://relogiodagua.pt/autor/louisa-may-alcott/ . A mais recente adaptação cinematográfica estreia hoje em Portugal.

Sem comentários:

Publicar um comentário