24.9.19

Livros da Relógio D’Água nos 100 Melhores do Guardian




Os críticos do Guardian escolheram os 100 melhores livros publicados no século XXI.
É visível a tendência para privilegiar os autores anglo-saxónicos, embora subalternizando a literatura canadiana de língua inglesa.
Há omissões flagrantes da literatura de língua castelhana (Javier Marías está representado e apenas com uma das suas obras).
Literaturas como a francesa, a portuguesa (esqueceram-se de Saramago, Lobo Antunes, Agustina Bessa-Luís), italiana ou de países asiáticos e africanos estão subrepresentadas.
Entre os primeiros quatro escolhidos, só Wolf Hall, de Hilary Mantel, nos parece incontroverso.
É com estas reservas que publicamos a lista dos nove livros saídos na Relógio D’Água que figuram na selecção do Guardian:

A Amiga Genial, de Elena Ferrante
A Estrada, de Cormac McCarthy
Vida após Vida, de Kate Atkinson
Pessoas Normais, de Sally Rooney
Ódio, Amizade, Namoro, Amor, Casamento, de Alice Munro
A Morte do Pai, de Karl Ove Knausgård
Quinta Estação, de N. K. Jemisin
O Custo de Vida, de Deborah Levy
Crónicas, Volume 1, de Bob Dylan


Sem comentários:

Publicar um comentário