18.2.19

Sobre Noite e Dia, de Virginia Woolf




Noite e Dia revela-nos o modo como Virginia Woolf dominava a arte do romance tradicional inglês. Através de uma estrutura clássica, de personagens cuidadas e do uso de delicada ironia, o segundo romance de Woolf é comparável às melhores obras de Jane Austen.
Numa Londres eduardina, Noite e Dia estabelece o contraste entre a vida de duas amigas — Katharine Hilbery e Mary Datchet.
Katharine é a entediada neta de um célebre poeta inglês. Mora em casa dos pais e está noiva de um homem pretensioso que representa a vida da qual ela se quer ver livre. Mais tarde conhece Ralph Denham, que se lhe apresenta como a fuga a essa vida.
Mary Datchet, por seu lado, mostra a vida alternativa ao casamento — frequentou a universidade, vive por conta própria e encontra a sua realização trabalhando no movimento pelos direitos da mulher.
À medida que o romance se desenrola, várias interrogações se levantam: será o amor real ou ilusório? Poderão o amor e o casamento coexistir? Será o amor necessário à felicidade.

Sem comentários:

Publicar um comentário