29.5.18

Sobre O Mal-Estar na Civilização, de Sigmund Freud




O Mal-Estar na Civilização é a obra em que Sigmund Freud (1856-1939) analisa o modo como a espécie humana sacrificou a vida instintiva e reprimiu a espontaneidade para permitir o progresso social e cultural. É também este o livro em que Freud analisa a origem dos sentimentos de culpa e, de um modo geral, procede à mais completa exposição das suas ideias sobre a história da humanidade.
O livro integra também o ensaio Reflexões em Tempos de Guerra e de Morte.

Sem comentários:

Publicar um comentário