13.4.18

A chegar às livrarias: Grandes Esperanças, de Charles Dickens (trad. de Frederico Pedreira)





«Todo o artista é um criador de homens, mesmo que apenas de si mesmo. A alguns artistas foi, no entanto, concedida a faculdade de criar mundos. [...] Dickens é um dos mais ilustres criadores de mundos. E o dele é um dos mais singulares. Dele conhecemos todos os campos, todas as ruas, todos os rostos. No entanto, devemos dizer a nós mesmos que nunca encontraremos algo assim: talvez só os vejamos novamente se formos bons e entrarmos no paraíso. O reino de Dickens é o realismo mágico. Reino de atração infinita, reino muito difícil de governar. Kafka tinha um assim; mas a risada de Dickens torna o seu mundo mais belo.» [Giuseppe Tomasi di Lampedusa]

Sem comentários:

Publicar um comentário