12.5.16

Sobre Pensar em Números, de Daniel Tammet




«Daniel Tammet é um savant, aquilo que, trocado por miúdos e nas palavras do próprio, se pode definir como um idiota-prodígio altamente funcional. O britânico, hoje com 36 anos, é um dos mais célebres portadores do síndrome de Asperger, uma forma moderada de autismo que lhe permite ser um sujeito perfeitamente comunicativo, ainda que socialmente desastroso.
(…) E esse é apenas um de 25 textos espalhados por 225 páginas em que disserta, com verbo apurado e invejável sentido lúdico, sobre a importância de Shakespeare ter aprendido o número zero ou o facto de os chineses terem diferentes palavras para um mesmo número; sobre as relações matemáticas das figuras de linguagem ou as relações entre provérbios e a tabuada. A simplicidade com que partilha tudo isso e expõe a beleza matemática do mundo é desconcertante e dá vontade de evocar Álvaro de Campos: “O binómio de Newton é tão belo como a Vénus de Milo. O que há é pouca gente para dar por isso.”» [João Pedro Oliveira, Time Out, 11/5/2016]

Sem comentários:

Publicar um comentário