24.9.12

Sobre Great Jones Street, de Don DeLillo






No suplemento Atual do Expresso de 22 de Setembro, José Guardado Moreira escreveu sobre Great Jones Street, de Don DeLillo: «“O mal é o movimento em direcção ao vazio!” O cantor roqueiro Bucky Wunderlick, protagonista desta história latente, segundo o oblíquo Dr. Pepper, encaminha-se, ao celebrar 27 anos, data ominosa para muitos músicos, para a descoberta de que se “os verdadeiros artistas fazem as pessoas mexerem-se”, ele deixou de sentir o efeito: “Toda a minha vida está tingida de melancolia. Quanto mais faço mexer as pessoas, mais me aproximo, pessoalmente, da inércia.”»

 
«Great Jones Street arrasa a visão edulcorada do mundo da música rock, arrebatando com esta “ficção terminal” o véu à mitologia do artista reblede que faz mover a sociedade.»

Sem comentários:

Publicar um comentário